Artistas para ficar de olho no Pivô Pesquisa 2020

O tradicional projeto de residência artística ‘Pivô Pesquisa 2020’ começou seu segundo ciclo anual no fim desse mês e já podemos ficar de olho em alguns artistas. Assim como o primeiro ciclo do ano, o novo será feito remotamente, com atividades em formado digital.

“Ao convidar não-residentes em São Paulo para elaborar e integrar o Programa – bem como ao não depender, econômica e simbolicamente, da presença na capital paulistana como condição para a participação –, o Pivô Pesquisa deseja fomentar, através da internet, trocas transversais entre artistas de interesses e de condições por vezes assimétricas entre si”, explica a curadora Clarissa Diniz.

O Pivô divulgou a lista de artistas que participarão do ciclo e vamos falar aqui de três específicos para ficar de olho.

Érica Storer

Também é interessante ficar de olho em Érica Storer, a artista costuma abordar o mundo contemporâneo e a extenuante rotina que ele nos exige. Há pouco tempo, já na pandemia, a artista criou o ‘Rõm-ófice’, onde cria um espaço onde o escritório e a academia se tornam um só ambiente, explorando o alto desempenho e as múltiplas tarefas exigidas em nosso mundo. Tema já explorado em sua exposição ‘Prometo Falhar’, de 2018.

Artistas para ficar de olho no Pivô Pesquisa 2020
Prometo falhar, de Érica Storer

Iagor Peres

Iagor Peres pensou no próprio corpo como matéria para sua obra: ‘Queria tirar o meu corpo físico do trabalho, mas gostaria de manter as relações da minha pele com o mundo’. Membro do Coletivo de Arte Negra (CARNE), o artista criou uma mistura química para suas obras chamada de ‘pele material’ e posteriormente, de ‘pele estendida’.

Já que seu trabalho é bastante material, Iagor disse que está animado para descobrir como essa materialidade será transportada para as telas.

Artistas para ficar de olho no Pivô Pesquisa 2020
Performance de Iagor Peres na exposição da Maumau em 2018

Bruna Kury

A anarcatransfeminista, Bruna Kury, é uma performer e artista visual que explora questões de gênero, classe a raça em seu trabalho, principalmente contra a sociedade patriarcal.

Sobre o dildo-faca da sua série Escorpiônika, Bruna Kury diz: ‘Quando faço a obra penso muito também nessa disforia em relação ao próprio corpo, o que leva várias pessoas trans a se automutilarem por inadequação ou insatisfação ao próprio corpo, muitas vezes chegando ao suicídio’.

Artistas para ficar de olho no Pivô Pesquisa 2020

O Ciclo II do Pivô Pesquisa 2020 ocorrerá entre os dias 30 de junho e 21 de setembro de 2020. Ele contará com a participação de 9 artistas, sendo eles: Ana Almeida, Bruna Kury, Christian Salablanca, Érica Storer de Araújo, Iagor Peres, Pepi Lemes, Vita Evangelista, Yhuri Cruz. A participação é gratuita.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

×

Oi!

Clique para conversar no WhatsApp ou envie-nos um email para contato@crio.art

×